sábado, 7 de maio de 2011

UMA POSTAGEM PARA LOTAR O MUNDO










Usando o sábado para um desabafo.

Congestionamentos, acidentes naturais e lugares apertados parecem estar mais presentes do que nunca em nossas vidas. Quem aqui disser que ama pegar metro (especialmente em São Paulo) e que se sente confortável com a atual situação dos trens ou é tarado ou está mentindo.

O mundo está cheio de gente!!!

Se o problema fosse apenas o aperto, ainda podia-se contornar, mas temos sérios problemas de distribuição de recursos.

Falta emprego, falta comida, falta agua, falta dinheiro, falta moradia... Poderia ficar aqui mais cinco linhas descrevendo tudo o que nos falta, e ainda assim não seria suficiente. Em um mundo em que nos falta muito, o que nos resta é poupar.

Ao pensar exatamente nisso, pensei em certos episódios quando via familias inteiras pedindo dinheiro na rua, e mães (algumas vezes grávidas ainda) que passavam pelos vagões dos trens com uma criança inocente no colo, pedindo dinheiro sempre com o mesmo roteiro:

"Senhores passageiros, estou aqui para pedir a sua ajuda, uma moedinha que seja, o meu filho tá com fome e eu não tenho dinheiro para comprar leite ou pão, tenho mais 3 filhos em casa me esperando voltar com comida, peço a ajuda que for, a quantia que for..."

Não importa se está um sol de rachar ou um frio de bater os dentes, o roteiro vai ser sempre o mesmo, e com a mesma criança pobrezinha nos braços.

Não preciso pensar muito. Certa vez uma amiga deu seu pacote de bolacha inteiro para um pedinte de trem, pois segundo ele, não comia a mais de um dia. O miserável (não consegui outro adjetivo) jogou o pacote INTEIRO no vão entre o trem e a plataforma, por não gostar do cheiro (Trakinas morango).

Não sou insensível, mas acho que já chega disso tudo. Simplesmente isso. Você já se encontra em uma situação difícil, e ainda arruma 2 cachorros e 5 filhos? Francamente... Se não tem comida nem pra si mesmo... Pra que animais? Pra deixar largado pelas ruas pegando e transmitindo doenças? Pra que mais filhos? Pra deixar eles sozinhos e pedir dinheiro nas ruas?

Com tantos métodos contraceptivos e informação (hoje em dia falta de informação e acesso não são mais desculpa a ninguém, sinto muito.) essa situação é simplesmente intolerável.

Infelizmente moramos em um país que é mais fácil ter filhos pra pedir dinheiro pra você, e ainda de quebra pegar o bolsa familia do governo. Vivemos em um mundo em que um mendigo ganha mais que uma pessoa que acorda as cinco horas da manhã todos os dias para trabalhar e dar o suor por algo que acredita.

Nossa sociedade é aquela que reclama de políticos que roubam, e colocam ele novamente em seu posto. Somos aqueles que choram por uma catástrofe em Santa Catarina e vendemos água para os desabrigados por R$7,00. Não podemos esquecer que somos aqueles que em dia de show de bandas famosas cobramos preços abusivos para garantir a volta pra casa, e que saqueamos mercados e lojas em dias de alagamento ou confusão nas ruas.

Mas não podemos nos deixar abater não é mesmo? Até porque, final de semana agora tem futebol, e tudo fica lindo e maravilhoso. Somos um país auto-suficiente em petróleo que "estupra" o bolso de seus próprios consumidores. Do que importa que o nosso país tem as maiores taxas, impostos e preços do mundo? Pra que estudar se jogar bola dá dinheiro? Se não der, podemos pedir nas ruas com cara de coitado. Se mesmo assim não der certo, vamos roubar de alguém que tenha oras! [desligando modo ironia]

Não acho que seja tão difícil assim imaginar o mundo daqui a algum tempo. Com uma pequena parte da população qualificada, interessada e honesta, teremos uma enorme desigualdade social dentro de pouquíssimo tempo. E enquanto isso o governo tentando amenizar a situação distribuindo bolsas e bolsas, como se isso resolvesse o problema.

Estamos em um barco que navega no lodo caros leitores. O pior de tudo isso que eu falei agora, é saber que o meu comentário só vai piorar a nossa situação.

Peço que não concordem comigo, por favor. O mundo está cheio de gente:





Foto tirada em 04/05 na estação Paraíso, em São Paulo - Por Yuri O. Carneiro



Obrigado,
Yuri Oliveira Carneiro

4 comentários:

  1. Cara, só posso dizer que concordo plenamente com tudo que disse...

    Infelizmente esse país é um lixo, e poucas pessoas se importam em melhorar. A hipocrisia ou burrice da população e a falta de vergonha na cara dos malditos politicos corruptos me fazem pensar que aqui não há futuro bom pra ninguém.

    No Brasil, você trabalha a vida inteira, paga seus impostos abusivos devidamente, e nunca vai ter retorno nenhum disso. Quando você envelhecer, não vai conseguir se aposentar, e se conseguir vai ganhar uma mixaria ridícula, se ficar doente então, REZA, e muito, porque se depender do SUS pra sobreviver você tá ferrado...

    Toda essa situação ridicula que eu vejo no dia-a-dia me faz pensar cada vez mais em estudar e ir embora desse país, tentar fazer minha vida fora daqui, tentar dar algo melhor pros meus futuros filhos do que eu vou conseguir por aqui. E quem sabe voltar, um dia, daqui 30 anos, se a cabeça da população mudar e a galera se unir pra brigar, pelo que é direito de todos nós, e votar certo, e vestir a camisa pra mudar as coisas de lugar!

    Fica o desabafo..
    ;D

    ResponderExcluir
  2. Matheus Nargueron7 de maio de 2011 11:58

    Poxa Yuri, ao ler o seu comentário nem tenho muito o que falar. Acho que voce foi nos pontos certos da maneira certa, parabéns!

    Bom saber que temos ainda cidadãos conscientes assim como voce e a Camila que postou antes de mim.

    E sempre com a ironia e bom humor, para manter a atenção do leitor. Voce tem talento garoto! E eu estarei acompanhando seu blog de perto.

    Matheus Nargueron

    ResponderExcluir
  3. Meu caro companheiro de blog,

    “No futuro, 2/3 da população mundial não terão acesso à água. A temperatura vai aumentar 2 graus. A taxa de gás carbônico vai dobrar. Mesmo assim, 3/4 das pessoas querem ter filhos. O mundo é feito de otimistas.”

    Apesar de todos os revéses que o Brasil possui, nós somos uma das nações mais otimistas quanto ao nosso futuro. Por pior que a nossa situação seja, a maioria acredita que dá pra mudar, que pode melhorar. É necessário termos essa dose extra de otimismo para convivermos com tantas desigualdades, com tanta falta que tem no nosso dia. O mais importante, as vezes, é botar o sorriso no rosto e acreditar que as coisas vão melhorar, com muita luta para que isso aconteça, mas vão melhorar.

    Wellington Nascimento

    ResponderExcluir
  4. Pois é... Enquanto nosso governo distribuir pão (vulgo Bolsa família) e Circo (Vulgo Futebol) à população... vai ser difícil convencer as massas de que temos que lutar unidos por um país melhor.

    E coca-cola... tomara que esses 100 casais não planejem mais ter um filho, e sim adotar um.

    ResponderExcluir

Frase do dia